The Bible gets clear when we consider the historics happening. And it has to be thus because "AND THE WORD BECAME FLESH AND DWELT AMONG US". Bible Code in detail see: WWW.HOPETALK.ORG. A Bíblia fica clara quando levamos em consideração os acontecimentos históricos. E deve ser assim porque "O Verbo se fez carne e habitou entre nós". Código em detalhe: WWW.BIBLIA.COM.BR | Baixe livros grátis, visite o site www.varandadelivros.com |

domingo, 20 de novembro de 2016

COMO SERÁ A RELAÇÃO DONALD TRUMP E PAPA FRANCISCO?



COMO SERÁ A RELAÇÃO DONALD TRUMP E PAPA FRANCISCO
O mundo foi surpreendido com a vitória de Donald Trump. Os americanos escolheram Trump para ser presidente. Nós, aqui neste blog, falamos muito disso. Minhas análises apontavam Hillary como a mais provável por favorecer alguns cenários apocalípticos. Mas Donald Trump ganhou! Vamos tecer alguns comentários encima dessa pergunta: como será a relação Donald Trump e papa Francisco?
Ninguém tinha dúvida que Hillary Clinton era a preferida do papa Francisco. Os democratas tem uma agenda em comum com o Vaticano. Há muitas bandeiras comuns como o apoio aos homessexuais, imigração e as questões climáticas. Mas não deu para Hillary!
Os jornais em todo mundo dizem que a maior perda que a vitória de Trump trouxe foi para o aquecimento global. O acordo de Paris sofreu um revés imenso. Políticos de várias nacionalidades como o presidente francês François Hollande e o secretário geral da ONU Banki Moon dizem que o acordo de Paris é irreversível. O governo Obama foi rápido em implementar esse acordo para que o próximo presidente americano não conseguisse sair do acordo em menos de quatro anos.
O presidente eleito Trump é totalmente contra esse acordo. Ele e todos os republicanos negam que a terra esteja sofrendo as degradações causadas pelo o homem. O presidente e sua equipe não podem tirar os Estados Unidos do acordo; mas pode desrespeitá-lo. Isso é lastimável, mas, provavelmente é o que vai acontecer. A principal bandeira governamental do papa Francisco está ameaçada. O que vai acontecer? O tempo nos dirá!
O Vaticano tem um poder amalgamador! Ele é que manda e desmanda. Como é um jesuíta que está no poder no Vaticano; seus representantes estão espalhados por todo o mundo praticando a diplomacia a todo o vapor. Prova disso é o que o cardeal de Nova Iorque vem fazendo em todas as eleições americanas. Algumas semanas antes da eleição, num jantar caridoso, o cardeal tirou fotos entre Trump e Hillary. Isso foi uma demonstração clara de poder sobre o próximo presidente; seja um ou o outro eleito.
Um fato adicional interessante é que entre Donald Trump e papa Francisco existem pontos em comuns. E é por aqui que ambos podem, e provavelmente vão se conectar. Ambos são contra a perseguição aos cristãos que o ISIS impõe lá no Oriente Médio. Os dois adotam um discurso da liberdade religiosa. Esse ponto é muito esquisito, uma vez que o Apocalipse fala em perseguição e boicote. Esquisito só até a página dois; pois quando se enfatiza muito alguma coisa, costuma-se agir contrário àquilo.
A América está vivendo uma crise moral. E é talvez por isso que Donald Trump ganhou. A bandeira dos republicanos é sustentada por conservadores. Católicos e evangélicos conservadores preferiram um Trump ‘racista’, ‘isolacionista’, ‘sexista’, ’xenófobo’ a uma Hillary liberal com os valores religiosos. Pelo menos foi e é assim que a mídia americana e estrangeira pintam o presidente eleito.
O Vaticano terá trabalho com o governo Trump. Seus agentes jesuítas terão que dar o melhor para aproximar Trump e Francisco. Mas na pior das hipóteses; Trump pode ficar só 4 anos; e Francisco o triplo disso. É bem difícil de os republicanos mudarem sua opinião sobre o clima, mas em se tratando de política e agentes jesuítas; tudo é possível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário