The Bible gets clear when we consider the historics happening. And it has to be thus because "AND THE WORD BECAME FLESH AND DWELT AMONG US". Bible Code in detail see: WWW.HOPETALK.ORG. A Bíblia fica clara quando levamos em consideração os acontecimentos históricos. E deve ser assim porque "O Verbo se fez carne e habitou entre nós". Código em detalhe: WWW.BIBLIA.COM.BR | Baixe livros grátis, visite o site www.varandadelivros.com |

sábado, 18 de abril de 2015

DEUS APOIA O HOMOSSEXUALISMO?

DEUS APOIA O HOMOSSEXUALISMO?

A resposta minha é não! A resposta da Bíblia é não também! Mas por que há uma discussão tão grande acerca desse tema? Não é suficiente a palavra final da Bíblia? Para os protestantes, a Bíblia é autoridade soberana quanto ao que se aceita ou não se aceita no Céu. Para o cristianismo em geral, a Bíblia deveria ser autoridade soberana também. O problema são os olhares sobre Jesus que são diversos e controversos. Nesse caso, o que fazer e como fazer para se resolver a questão? Não é fácil! No entanto existe a solução!
Gostaria de discorrer alguns pontos necessários. Primeiro; os adeptos do homossexualismo querem ser salvos, pois se não quisessem, não haveria tal discussão toda. Segundo; há muitos cristãos que não toleram a ideia de respeitar as decisões pessoais de outros (gays). Terceiro; há uma guerra declarada entre os diversos segmentos LGBT’s e os cristãos, principalmente a ala evangélica. Quarto; há muita ignorância de ambas as partes. O que se percebe é que cristãos conservadores e movimentos LGBT’s estão forçando uns aos outros. Os LGBT’s estão forçando os religiosos a se calarem. Eles não aceitam que os religiosos defendam seu ponto de vista, suas crenças. Por outro lado; os religiosos estão forçando os LGBT’s a abandonarem suas práticas homossexuais. Um está oprimindo o outro. Estão querendo vencer no grito! A coisa está tão sem noção que congresso e congressistas gastam tempo demais com o tema e se esquecem de questões relevantes e prioritários para o país. É abuso de poder de ambas as partes querer usar o Estado para forçar um engolir o outro. Isso é um absurdo. O país é laico; não se esqueçam vocês deputados religiosos! O país tem liberdade de expressão; que me escutem todos os LGBT’s.
Onde fica Deus nessa história toda? Será que os religiosos estão certos ao condenar o homossexualismo? Ou será que os LGBT’s estão certos em vir para igreja? Desde os primórdios está escrito que “o Deus grande, poderoso e temível, não faz acepção de pessoas” (Dt 10:17). E esse mesmo Deus reafirmou a Pedro que “não faz acepção de pessoas” (At 10:34). O mesmo Espírito revelou a Paulo as mesmas palavras que “com Deus não há acepção de pessoas” (Rm 2:11). E veja que Paulo disse isso para uma sociedade altamente sensualizada e homossexual como foi a romana.
Olhando para essas palavras de Deus reveladas aos profetas e apóstolos parecem que os LGBT’s estão com a razão. Só aparência porque os mesmos profetas e apóstolos registraram dois vocábulos que quase todos defensores homossexuais não querem ouvir, falar, discutir, ponderar. O mesmo Pedro que registrou que Deus não faz acepção de pessoas diz para os desejosos por salvação em Cristo: “Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados” (At 3:19). Em outra parte o mesmo Pedro diz “arrepende-te, pois, da tua maldade e roga ao Senhor” (At 8:22). Como harmonizar isso? De um lado Deus não faz acepção de pessoas; do outro, não há possibilidade de estar com Deus sem o arrependimento e a conversão.
Esse é o ponto! Aqui mora o X da questão. Deus não nos aceita com nossas próprias práticas erradas. Deus ama, mas não é obrigado a aceitar tudo. Ele aceita todos, mas não aceita tudo. Deus põe limites. Deus tem moral. Deus exige respeito. Deus não muda de opinião. Deus não faz concessões a ninguém. Deus não negocia com o pecado. O que se percebe é que os grupos LGBT’s querem continuar com suas velhas vidas. Eles querem implantar uma nova moral. Eles esperam de Deus uma concessão. Eles querem um evangelho que aceita tudo. Eles querem um Cristo que ama o pecador e o pecado. A Bíblia e o próprio Jesus nunca deu a entender que aceitaria os dois: pecador e pecado. Ele exige uma contrapartida. O certo é o que Deus pensa! E Ele exige a separação entre o pecador e o pecado.
Não esqueçam que a Palavra de Deus revelada ao homem na Bíblia é categoricamente contra a prática homossexual. Quero apresentar-lhes quatro versos que dizem a posição bíblica às práticas LGBT’s. O livro, de Levítico capítulo 18 e verso 22, diz: “com homem não te deitarás, como se fosse mulher; é abominação”.  Em Romanos capítulo 1 há duas passagens contra isso; primeiro no verso26: “até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza”. E em seguida, no verso 27: “...cometendo torpeza, homem com homens, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro”. E por último, quero lhe apresentar as palavras reveladas a Paulo em 1º Coríntios capítulo 6 e versos 9 e 10: “não vos enganeis (...) nem efeminado, nem sodomitas (...) herdarão o reino de Deus”.
Deus não força ninguém! E Deus nunca usou a pressão! Deus não pressiona ninguém. Se os religiosos querem combater o homossexualismo, não devem usar a pressão ou a chantagem. Isso não é de Deus! Temos o livre arbítrio de sermos o que quisermos ser. Deus também é soberano para ditar suas regras. Se Ele não aceita a prática homossexual; é um direito dEle. Somos soberanos em nossas decisões também, porém devemos ter consciência das conseqüências. Se você vive defendendo um evangelho que aceita o gay juntamente com a prática gay; esse é OUTRO EVANGELHO, e como disse o apóstolo Paulo: “ainda que nós ou mesmo um anjo vindo do céu vos pregue evangelho que vá além do que vos temos pregado, seja anátema” (Gl 1:8). Se você acredita que é possível ter uma igreja LGBT’s evangélica (praticantes do homossexualismo), fique sabendo que o senhor dessa igreja é o ANTICRISTO, e não o Cristo.
Deus nunca aceitou; nem há indicação bíblica que um dia vá aceitar a prática homossexual. Escute o conselho do Verdadeiro Evangelho: “arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados” (At 3:19). Se pessoas que pertencem aos grupos LGBT’s querem mesmo entrar no Reino do Céu, devem se arrepender e se converter verdadeiramente. Converter é deixar de fazer o erro. Se não reconhece que o que está praticando seja erro, nunca haverá arrependimento e muito menos conversão. Mas somos livres para aceitar ou rejeitar ao chamado de Deus.

OBS.: Logo, logo, Cristo volta para dá o veredicto final a todas as questões; inclusive esta! Maranata!
OBS.: Quer conhecer melhor a Bíblia? Acesse www.biblia.com.br

Um comentário:

  1. Muito bom. Na verdade igrejas gays são mais um sinal da apostasia que antecede a manifestação do homem do pecado.

    ResponderExcluir